segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Por que é que algumas praias têm areia mais dourada do que outras?

As pessoas vêm de todo o mundo visitar as belas e longas praias desertas da Austrália.
Algumas praias australianas são douradas como o sol, outras vermelhas como fogo, e algumas tão brancas que quase se parecem com nuvens no chão. Algumas praias até contêm areia preta. Noutras partes do mundo, em lugares como o Hawaii, a praia inteira pode ser preta ou verde.
O que faz com que exista esta variação de cores?
A resposta está na geologia da hinterlândia que está por trás do litoral, diz o geólogo sedimentar, o Dr. Richard Daniel, da Universidade de Adelaide.
A areia são fragmentos de rochas e minerais como o quartzo e ferro, que variam em tamanho de 63 mícrons (um milésimo de um milímetro) a dois milímetros.
"A geologia da hinterlândia desempenha um grande papel no tipo e cor de areia que vemos nas nossas praias", diz Daniel.
Se olharmos para a geologia da costa leste e da costa oeste da Austrália, vemos rochas muito diferentes. A costa leste é principalmente composta de rocha produzida a partir de atividades ígneas em larga escala, como granitos. Grande parte da costa oeste é essencialmente derivada de rochas metamórficas que sofreram dobras e se misturaram com outras rochas. Isto aumenta a quantidade de óxidos presentes nas rochas, tais como o de ferro, explica Daniel.
"As areias derivadas de granitos são mais brancas, enquanto as areias provenientes do terreno metamórfico assumem a cor do óxido na rocha", diz ele.
Quando essas rochas se decompõem nos grãos que formam a areia das nossas praias, a sua cor é principalmente determinada pela presença ou ausência de ferro.
"O ferro é um mineral muito comum sobre e dentro da Terra".
Quando os minerais de ferro são expostos ao ar, começam a oxidar-se, e esta oxidação do ferro "é o que confere principalmente à areia a coloração amarela", diz Daniel.
Daniel diz que as rochas metamórficas da Austrália Ocidental contêm mais ferro do que as rochas ígneas, na costa leste, fazendo com que algumas das praias apresentem mais uma cor vermelho-alaranjado.

Alterações locais
Mas em Cottesloe Beach, em Perth, a areia é de uma cor amarelo-claro/branco em contraste com a areia laranja/vernelha rica em ferro de outras partes da Austrália Ocidental.
Daniel diz que as variações ao longo das costas dependem não só o tipo de rocha no interior imediato, mas também se a areia é transportada ao longo da costa.
A areia ao longo da costa nordeste da Austrália é muito similar na cor por causa do que é conhecido como o "rio de areia" - o ponto de despejo de areia para todos os rios a sul e a NSW de Queensland. Toda essa areia é eventualmente empurrada para Queensland e para a parte nordeste da Fraser Island, sendo finalmente sugada para um canyon submarino a cerca de 1000 metros de profundidade.
No entanto, a costa ocidental não tem um sistema semelhante de transporte e há mais de um tipo de rocha que compõe o interior da costa oeste.
Isto significa que a areia em qualquer praia particular é "muito localmente orientada". Por exemplo, a areia branca da praia Cottesloe é derivado de granito.

Areias de coral Às vezes, a cor de uma praia não é apenas dependente da geologia da hinterlândia, mas também dos organismos vivos na água, diz Daniel. Algumas praias australianas são compostas de fragmentos minúsculos de corais quebrados e os restos de esqueletos de criaturas marinhas.
"Sedimentos de terra, como fragmentos de quartzo e rocha são, invariavelmente, uma porção menor, sendo ultrapassados por muito pela areia calcária produzida pelos animais que existem dentro e ao redor dos recifes de coral", diz Daniel.
Estes restos de esqueletos de criaturas como moluscos, crustáceos e foraminíferos criam uma praia de areia branca perolada.

Fonte: ABC Science

2 comentários:

  1. existe ouro em po na terra?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde,

      obrigado pela visita. :)
      Sim, existe ouro em pó na terra.

      Eliminar

Deixe aqui o seu comentário.